terça-feira, 8 de outubro de 2013

Resumo do Futebol.

Resumo rápido do Brasileirão

O sábado começou com o Grêmio tendo o golaço do Alex Telles, seu primeiro no clube, para ser suficiente pra obtenção dos 3 pontos contra um Botafogo que foi abandonado pela torcida devido à queda de rendimento no Campeonato Brasileiro, já que uma partida grande dessas tinha que ter no mínimo 30 mil pagantes e não menos de 15 mil presentes. A preocupação posterior foi com a arritmia cardíaca sofrida pelo Oswaldo de Oliveira, mas graças a Deus ele tá bem - embora é claro que fique uns dias sem comandar o Glorioso.

O triunfo gremista (cinco jogos sem derrota como visitante) valeu ainda para hoje ser celebrados com os devidos sorrisos os 40 anos do seu goleiro titular, um dos principais do Brasil: Dida, que tem um currículo excelente de conquistas por Vitória (Baiano de 1992), Cruzeiro (Mineiros de 1994 e 1996 até 1998, Copas Ouro e Master da Supercopa de 1995, Copa do Brasil de 1996 e Libertadores de 1997), Corinthians (Brasileiro de 1999, Mundial de 2000 e Copa do Brasil e RJ/SP de 2002), Milan (Supercopa da Itália e Italiano em 2004, Supercopa da Europa e Liga dos Campeões em 2003 e 2007, e Mundial em 2007) e Seleção Brasileira (Copas das Confederações de 1997 e 2005, Copa América de 1999 e Copa do Mundo de 2002). Ele quer adicionar o Grêmio a esta galeria.

Depois, o Vitória perdeu a sequência de sete partidas sem derrota e caiu pro São Paulo, que venceu um jogo de polêmicas da arbitragem com os dois toques do Juan no pênalti do empate baiano e a falta do Paulo Miranda no goleiro no terceiro gol. Com muito sufoco, o Tricolor fez sua parte para continuar escapando do rebaixamento.

No domingo, nada de gols de Atlético Mineiro e Corinthians, apesar de algumas boas chances desperdiçadas. Gol aos montes teve do líder Cruzeiro, que até tomou um do Náutico, mas anotou quatro e confirmou a lógica. Enquanto isso, agora sem Dunga na casamata e sim interinamente com Clemer, o Internacional bateu um Fluminense que não teve Vanderlei Luxemburgo no banco e teve expulso Fábio Braga (filho do Abel, que o Colorado tenta contratar). Leandro Damião fez a fatura única e acabou com uma incômoda zica de 12 rodadas. Já o clássico carioca teve um gol do Flamengo e um do Vasco, que não bate o rival pela Série A desde 2006.

Vencedor teve o clássico paranaense, que abriu com gol do Coritiba, mas teve o Atlético virando com dobra do Paulo Baier, que agora está a um gol do centésimo no Brasileirão dos pontos corridos. São sete partidas sem triunfo do alviverde, que tá em queda livre e, se bobear, vai acabar rebaixado se não tomar um choque de reação. O triste foi o incidente com torcidas no intervalo, que retardou o começo do segundo tempo. Desnecessário. Já a Portuguesa não deu sossego pro Santos e trincou o alvinegro no Canindé com dobra do Gilberto. Curioso que a Lusa, que não jogou a Série A1 do Paulistão este ano e sim a Série A2, reagiu muito bem com a chegada do Guto Ferreira ao comando técnico, além de ter um retrospecto ótimo contra os co-irmãos de estado nesta Série A do Brasil: em seis partidas contra outros paulistas, são quatro vitórias, um empate e uma derrota.

Dois empates por 1 x 1, em Bahia x Ponte Preta e Goiás x Criciúma, encerraram a rodada. No jogo de Goiânia, destaque para uma assombrosa defesa do Renan no primeiro tempo, das mais sensacionais da temporada.

Após 26 de 38 rodadas, temos isto: Cruzeiro, 59; Grêmio, 48; Atlético Paranaense, 44; Botafogo, 43; Atlético Mineiro, 39; Vitória e Internacional, 37; Santos, 36; Corinthians, 35; Portuguesa, Fluminense, Flamengo e Goiás, 34; Bahia, 33; Coritiba, 31; São Paulo, 30; Vasco, 29; Criciúma, 26; Ponte Preta, 23; e Náutico, 17.

Este meio de semana aponta para depois de amanhã Coritiba x Santos, Grêmio x Criciúma, Bahia x Vitória, Ponte Preta x Atlético Mineiro, Vasco x Fluminense, Cruzeiro x São Paulo, Corinthians x Atlético Paranaense e Náutico x Botafogo, ficando para quinta-feira Portuguesa x Goiás e Flamengo x Internacional.


Destaques da Série B

As imagens das pessoas espremidas contra o alambrado do Frasqueirão chocaram demais e pegaram muito mal por remeterem a aquelas de tragédias ocorridas na Europa nos anos 80, que mudaram os rumos do futebol de lá, e por isso mesmo que houve tantas e tão justas críticas. Até pelo relato da arbitragem na súmula, de que houve "risco de morte", é inevitável que haja perdas de mando de campo pro ABC. O grande problema é que um jogo desses não poderia acontecer num estádio com capacidade limitada de público como o Frasqueirão pois é lógico que atrairia bem mais que apenas 16 mil pessoas. Se o Machadão ainda existisse, é lógico que seria lá a partida - e a lotação seria total ou praticamente total, não há a menor dúvida. O que alivia disso tudo é que não houve mortes e nem conflitos, mas ficaram imagens que pegaram mal demais em tempos como os atuais.

Dentro de campo, o ABC saiu na frente, o Palmeiras virou e os alvinegros reviraram. Sempre digo que time bom passa por cima de tudo, até do apito, e o Verdão é o melhor desta Série B. A arbitragem foi muito mal em lances capitais, isto é fato. Não foi pênalti no segundo gol mandante, não pareceu haver "parábola" no que seria o 3 x 3 e pareceu pênalti e não tiro livre indireto aquele lance no último minuto. Mesmo assim, os paulistas poderiam ter tido mais bola e disposição para ao menos empatarem - e não consegui ver, mas o povo comentou que não teve falta no lance do segundo gol visitante. Valeu a força de vontade do Alvinegro, que saiu da zona de perigo.

Teve ainda a Chapecoense virando sobre o Joinville com dois do Bruno Rangel, um surgido em pênalti pra lá de inexistente e outro em golaço encobrindo o goleiro. O Ceará ganhou do ASA e Sérgio Soares turbina o time sob seu comando: 7 vitórias em 11 partidas. Figueirense e Atlético Goianiense só empataram por um gol, o Furacão do Estreito buscou a igualdade diante de sua gente. O São Caetano trincou o Paysandu e o terceiro gol beirou o inacreditável pois todos os bicolores foram pro ataque tentar o 2 x 2 e deixaram o goleiro sozinho, daí encaixou um contra-ataque e Luís Eduardo, sozinhaço, encobriu o arqueiro para fazer 3 x 1. Já o América Mineiro superou o Bragantino no interior paulista e chegou às sete vitórias fora de casa. Visitante muito indesejado.

Após 27 de 38 rodadas, temos: Palmeiras, 59; Chapecoense, 52; Sport, 46; Paraná, 45; Avaí, 44; Icasa, Joinville e América Mineiro, 42; Ceará, 41; Figueirense, 39; Bragantino, 36; Boa Esporte, 35; Oeste, 34; Guaratinguetá, 32; ABC, 29; Paysandu, 28; São Caetano, Atlético Goianiense e América de Natal, 27; e ASA, 23.

A próxima rodada é toda ela amanhã: América Mineiro x Chapecoense, Palmeiras x Figueirense, Atlético Goianiense x ASA, Guaratinguetá x São Caetano, Oeste x Icasa, Avaí x Sport, Joinville x ABC, Ceará x Bragantino, América de Natal x Paraná e Paysandu x Boa Esporte.

Em tempo: a brincadeira dos palpites ainda segue suspensa neste meio de semana. Dando tudo certo em algumas coisas a ser ajustadas por aqui, retomarei ela nas Séries A e B no próximo fim de semana.


Destaques da Série C

Eletrizante a reta final da classificatória. A uma rodada do fim, sabemos somente três dos oito quadrifinalistas.

No Grupo A, só ontem teve time garantido: o Santa Cruz, que ganhou do Brasiliense. Cuiabá e Fortaleza só empataram, o que foi bom pros matogrossenses por evitar o rebaixamento antecipado. O Luverdense derrotou o já caído Baraúnas, o Águia teve três do Diego Palhinha na quina diante do Treze e o Sampaio Corrêa superou o CRB. A classificação está assim: Santa Cruz, 34; Fortaleza, Luverdense e Águia, 31; Treze e Brasiliense, 30; Sampaio Corrêa* e CRB, 29; Cuiabá, 27; Baraúnas, 13; e Rio Branco*, 6. Como notam, tem time que tanto está na luta pelas quartas quanto contra o descenso. O asterisco é para os dois times com um jogo a menos e que estarão frente a frente depois de amanhã. Passado este jogo, a rodada final terá Treze x Santa, Fortaleza x Sampaio, Luverdense x Águia, Brasiliense x Cuiabá e CRB x Baraúnas. Tudo isso na tarde de domingo.

Já o Grupo B conta com os classificados Macaé, que venceu o Mogi Mirim, e Caxias, empatado com o Barueri. Seguem na luta o Vila Nova, que derrotou o Guarani, e o Betim, que empatou com o Madureira, além do próprio Mogi. É incrível isso do Bugre, que em dado momento era sensação e nem sequer gol tomava, mas de repente desandou de tal maneira que, a uma rodada do fim, confirmou mais um ano de Série C. Bah!!! CRAC e Duque de Caxias "oxaram" e está entre eles e o Barueri os dois rebaixados. Classificação: Macaé, 31; Caxias, 29; Mogi Mirim, 27; Vila Nova, 26; Betim, 25; Guarani, 23; Madureira, 19; CRAC, 16; Duque de Caxias, 16; e Barueri, 14. A última rodada acontece no sábado à noite: Macaé x Vila Nova, Duque de Caxias x Caxias, Betim x Mogi, Guarani x CRAC e Barueri x Madureira. Será um fim de semana emocionante este próximo na Terceirona.


Destaques da Série D

Parabéns ao Tupi, que tomou sufoco, mas conseguiu vencer com aperto ao Mixto para garantir o último acesso à terceira divisão no ano que vem e pegar na semifinal o Juventude. Quem passar deste encontro de mineiros e gaúchos decidirá a Quartona com o Botafogo da Paraíba, que derrotou o Salgueiro.


Destaques do futebol europeu

Na Espanha (8 rodadas), o Barcelona chegou aos 24 pontos ao quatrilhar o Valladolid, de virada, com mais um do Neymar. Também com 24 está o Atlético de Madrid, que teve dois do Diego Costa para derrotar o Celta. Aos 19 chegou o Real Madrid, que perdia pro Levante até 44 minutos do segundo tempo, mas conseguiu virar.

Na Itália (7 rodadas), a Roma manteve os 100% ao trincar a Internazionale em Milão, resultado sensacional com dobra do Totti. Com 19 pontos estão Napoli, que quatrilhou o Livorno, e Juventus, que começou perdendo logo antes de fechado meio minuto inicial, mas virou para derrubar o Milan.

Na Inglaterra (7 rodadas), a liderança com 16 pontos é do Arsenal, que empatou com o West Bromwich, e do Liverpool, que trincou o Crystal Palace. Com 14, o Chelsea ganhou do Norwich com direito a um do Oscar e um do Willian. Os times de Manchester ganharam, o City do Everton e o United do Sunderland.

Na Alemanha (8 rodadas), Bayer Leverkusen e Bayern de Munique empataram. Visitantes com 20 pontos e mandantes com 19. O Borussia Dortmund poderia ter assumido a liderança, mas parou nos 19 ao perder para o Borussia Monchengladbach. A destacar os três gols de Lasogga nos 5 x 0 do Hamburgo no Nuremberg.

Na França (9 rodadas), 21 pontos dão a liderança a Monaco, que venceu o Saint-Etienne, e Paris Saint Germain, que teve um do Maxwell e outro do Ibrahimovic na virada sobre o Olympique, estacionado nos 17 pontos.

Em Portugal (7 rodadas), o Porto foi aos 19 pontos ao derrotar o Arouca, fora de casa. O Sporting tem 17 após o quatrilho sobre o Vitória de Setúbal. Já o Benfica subiu aos 14 com o sucesso diante do Estoril.


Curtinhas

*Tem amistoso da Seleção Brasileira em 16 de novembro, em Miami, que pode ou não ser contra Honduras. Será se esta seleção garantir presença na Copa do Mundo. Do contrário, trocarão o adversário.

*Luto no futebol mineiro e brasileiro: aos 90 anos, de complicações de uma infecção, morreu o treinador Marão, que está na história do Cruzeiro "só" por lançar o trio Wilson Piazza, Tostão e Dirceu Lopes. Ele também treinou o Atlético Mineiro e foi o comandante da Seleção nos Jogos Olímpicos de 1968, na Cidade do México.

*A torcida era toda do River Plate, somente as hinchas mandantes entram nos estádios nesta temporada do Campeonato Argentino. Mas deu Boca Juniors pelo marcador mínimo no superclássico deste domingo.

*Tênis: se Rafael Nadal volta hoje à liderança do ranking da ATP, Novak Djokovic descontou nele a perda deste primeiro lugar ao vencê-lo por 6/3 e 6/4 na decisão do Aberto de Pequim.

*Basquete: não deu pro Pinheiros. Olympiacos campeão intercontinental com 86 x 69 no segundo jogo.

*Ginástica: excelente ouro do Arthur Zanetti nas argolas no Mundial disputado na Bélgica. Senhor das argolas.

*Aquáticos: ouros do Brasil na etapa de Hong Kong da Copa do Mundo de Natação em 10 km, o feminino com Poliana Okimoto e o masculino inédito com Samuel de Bona. Resultados que merecem muitos aplausos.

*Fórmula Indy: complicou para Hélio Castroneves. Fundão no sábado e no domingo, enquanto Scott Dixon teve primeirão num dia e segundão no outro. São 546 pontos do neozelandês e 521 do brasileiro. Título decidido em Fontana, dia 20. Agora, e o acidentaço do Dario Franchitti? Jesus... Poderia ter sido muito pior do que foi.

*Fórmula 1: Sebastian Vettel foi aos 272 pontos com a vitória na Coreia do Sul, enquanto Fernando Alonso soma 195 após chegar em sexto, atrás de Lewis Hamilton, Nico Hulkenberg, Romain Grosjean e Kimi Raikkonen. Felipe Massa foi o nono. Vettel pode ser campeão na Índia, dia 27. Campeão na matemática. Já é na lógica.



Créditos : Papo de Bola.com




←  Anterior Proxima → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário